Os nossos princípios de aprendizagem

Pedagogia do Coração

Salesianos do Estoril > Pedagogia do Coração

Propomos um conjunto de princípios que orientam a nossa ação educativa e que, seguindo o Sistema Preventivo, nos ajudam a levar à prática a melhor forma de ajudar as crianças e os jovens a tirar o melhor de si mesmos, mediante uma educação de qualidade.

São princípios que resultam da investigação à natureza da aprendizagem, tendo em conta as perspetivas da educação, psicologia, neurociências e as suas respetivas implicações nos ambientes de aprendizagem e que confluem com a nossa tradição educativa.

AS CRIANÇAS E JOVENS NO CENTRO DA APRENDIZAGEM

O nosso ambiente de aprendizagem reconhece as crianças e os jovens como os seus participantes fundamentais, incentiva o seu compromisso ativo e desenvolve neles a compreensão da sua própria atividade como alunos. Sendo os atores essenciais no ambiente de aprendizagem, as atividades centram-se no seu desenvolvimento integral.

COM E PARA A COMUNIDADE

A nossa ação educativa torna-se mais consequente com a colaboração entre os educadores-educadores, educadores-alunos, escola-família, escola-sociedade.

AS EMOÇÕES SÃO ESSENCIAIS PARA A APRENDIZAGEM

No nosso projeto a aprendizagem resulta da relação dinâmica entre emoções e cognição, que estão profundamente interrelacionadas. Os educadores no seio do ambiente de aprendizagem estão em sintonia com as motivações do aluno e o papel fundamental das emoções nas suas conquistas.

RESPEITO PELAS DIFERENÇAS INDIVIDUAIS: O VALOR DA PROXIMIDADE

Nas relações entre todos os agentes da escola preocupamo-nos em vencer a distância e ganhar a proximidade. O pátio adquire uma importância central na nossa ação.

Todas as crianças e jovens são diferentes de diversas formas, as quais são fundamentais para a aprendizagem. Os ambientes de aprendizagem necessitam de adaptabilidade para refletir e valorizar essas mesmas diferenças. Fazendo uma boa gestão das competências didáticas e socio emocionais específicas, desenvolvemos uma interação individualizada com os alunos.

AVALIAÇÃO PARA A APRENDIZAGEM

Avaliar para poder fazer melhor no futuro, avaliar para escolher melhor e encontrar caminhos, avaliar para qualificar.

O nosso ambiente de aprendizagem estabelece expectativas claras e utiliza estratégias de avaliação consistentes com determinadas expetativas; também enfatiza a retroalimentação e o feedback para melhorar os resultados educativos.

FLEXIBILIDADE

A evolução do nosso mundo leva-nos a acentuar a capacidade de aprendizagem permanente e de dar resposta a mudanças imprevistas. O tempo em que vivemos está a pôr à prova a flexibilidade das nossas capacidades e habilidades, assim como uma atitude constante que nos predispõe a reinventarmo-nos. Apostamos, por isso, em ritmos diferenciados em espaços e tempos flexíveis.

INCLUSÃO

Uma escola mais humana para a convivência, para a qualidade das relações, promovendo o diálogo e a integração, as proximidades e a inclusão.

Os nossos ambientes de aprendizagem desenham programas que envolvem trabalho exigente e que são desafiantes para todos.

APRENDIZAGENS DE PROFUNDIDADE – CONEXÕES ENTRE OS SABERES

Os nossos ambientes de aprendizagem promovem a conexão entre áreas do conhecimento e entre diferentes matérias, assim como a conexão com a comunidade e com o mundo, pois o conhecimento é experiência e o saber integrado. Ser cidadão é uma questão central. Os conteúdos, a interdisciplinaridade e a transdisciplinaridade são ferramentas para esse grande objetivo.

A TECNOLOGIA

O modelo pedagógico, que propomos, integra e necessita das potencialidades tecnológicas das ferramentas informáticas. As transformações ao nível do currículo e, sobretudo, ao nível da metodologia e da avaliação trazem consigo alterações nos espaços e na infraestrutura tecnológica da Escola Salesiana. A tecnologia é uma ferramenta mas também uma dimensão fundamental.